SEJA BEM VINDO

SEJA BEM VINDO
Demais é D+

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A FÉ É um Segredo Eterno


Há Momentos difíceis em nossas vidas! Momentos que tiram nossas forças, Junto de nossa coragem. Parecem ser Momentos incombatíveis... E muitas vezes nós nos deixamos vencer por estes “momentos”. O coração do ser humano, guarda segredos... Um de seus segredos, É uma força que combate qualquer dor... Essa força se chama FÉ! Ela é imensamente forte... Ela é a certeza, e convicção de que Deus fará algo a nosso favor. Ele conhece cada lágrima de dor, tenha sempre em mente o Amor de Deus. Deus mora em sua vida! Não tenha dúvida, Confie Nele! Ele não coloca desafios que você não possa enfrentar; Ele coloca desafios para que você cresça no amor E na vontade de viver... “Momentos” São apenas momentos, A FÉ É um Segredo Eterno. DEUS ESTÁ NO CONTROLE DE TUDO

Momentos ruins não são eternos...


Momentos ruins não são eternos...
São como tempestades, só duram por algum momento.
E quando estas tempestades surgirem na sua vida,
lembre-se das maravilhas que DEUS pode fazer por ti.
Olhe para o alto, se Deus foi capaz de criar o céu ,imagine resolver os seus problemas
que são tão pequenos perto de tão grandiosa obra.
Seus problemas não são maiores do que DEUS.
Quando pairarem nuvens ameaçadoras, faça como as águias:
Não dobre suas asas e não fuja para o abrigo,
Decole bem alto,Acima dos problemas.
Pois não há nada na vida que DEUS te peça para carregar,
Que você não possa levar planando com as asas da oração.
E ao olhar para trás verás que a tempestade passou,
Que tudo você superou.Você encontrará novas forças.
Lute até o fim,nunca desista no meio do caminho fica na paz

Não chores mais


“Não chores mais”. Essas consoladoras palavras foram pronunciadas por Jesus e dirigidas a uma mãe que acabara de perder seu único filho.A morte, que trouxe lágrimas ao seu lar é efeito do pecado. Mas, no novo tempo – no novo mundo – que Jesus promete, não mais haverá morte porque Jesus é a ressurreição e a vida e Ele promete a ressurreição para todos os que Nele crerem.
Que preciosa promessa para confortar nosso coração e que maravilhoso encontro quando o esposo abraçará a esposa e os filhos beijarão seus pais, quando você puder abraçar novamente seus entes queridos. Creia nessa promessa. “Não chore mais”, é o que Jesus lhe diz agora, ao ver, quem sabe, seus olhos marejados de lágrimas, “porque Eu sou a ressurreição e a vida”.
Que a fé no Deus de amor e a esperança do reencontro na manhã da ressurreição confortem e consolem seu coração. Pois breve – muito breve! - iremos para o Lar.

Esteja sempre feliz,


"Esteja sempre feliz,
dê cada vez mais credibilidade para
a energia e o potencial que iluminam
a sua vida.
Coloque cada vez mais
luz no seu entusiasmo,
nos seus sonhos, e nos seus ideais.
Amanhã será um novo dia,
e nele está toda chance de você ser feliz!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O que pode apagar a nossa lâmpada?


O que pode apagar a nossa lâmpada?

A amargura, ou falta de perdão, é um dos principais motivos de insensatez no meio do povo de Deus e tem apagado a lâmpada de muitos crentes

A parábola das virgens (Mt 25.1-13) é bem conhecida por todos. Dez virgens aguardavam com expectativa a chegada do noivo. Porém, como a espera se tornou prolongada, todas elas cochilaram e dormiram. Quando Ele, enfim, chegou, cinco estavam com as lâmpadas se apagando e não puderam participar das bodas. Eu sempre fiquei intrigado com esse texto, pois nele poderia estar a chave de todo o mistério que faz com que alguém passe a eternidade com o Senhor e outro seja banido desse privilégio.

A amargura, ou falta de perdão, é um dos principais motivos de insensatez no meio do povo de Deus e tem apagado a lâmpada de muitos crentes. As pessoas têm trocado uma vida abundante e vitoriosa por uma vida de mediocridade justamente pelo fato de não perdoarem a alguém que lhes tenha ferido, traído ou decepcionado. Hoje em dia, até mesmo nos livros seculares de autoajuda, existe um entendimento de que a pessoa deve perdoar a quem lhe ofendeu o mais depressa possível, a fim de não ficar presa àquela situação. Como o interesse não está em buscar que a justiça seja feita, nem em esclarecer a situação, enfatizam que o ofendido deve perdoar rapidamente e ficar liberto da prisão psicológica, pois, na grande maioria dos casos, o ofensor está obstinado e não reconhece o seu erro.

Como devemos medir uma ofensa?
Qual o valor de uma ofensa? Como podemos medir o tamanho de um pecado? A parábola do credor incompassivo (Mt 18.23-35) conta a história de um servo que devia ao rei a quantia de dez mil talentos (equivalente a 60 milhões de denários). Como não tinha a menor possibilidade de pagar, foi perdoado pelo rei. Esse mesmo servo tinha um companheiro que lhe devia cem denários (um denário era o pagamento de um dia de serviço braçal). Como este também não tinha condições de quitar sua dívida, o servo sem compaixão, após o sufocar, colocou- o na prisão até que toda a conta fosse paga.

“Quando a Bíblia fala que Deus não se lembra mais de nossos pecados (Is 43.25), não está querendo dizer que os apagou de sua memória, pois Ele é Onisciente e sabe todas as coisas. O que acontece é que Deus não nos trata baseado na lembrança do que fizemos, nem nos retribui segundo as nossas iniquidades (Sl 103.10).”

O rei, indignado com esta atitude, chamou o servo e revogou o perdão anteriormente concedido. Assim como recebera misericórdia e perdão de uma dívida enorme, deveria ter perdoado também ao seu amigo por uma dívida infinitamente menor.

A lição da parábola é que temos uma dívida impagável (nossos muitos pecados) para com Deus, a qual nos foi perdoada por sua graça e bondade. Porém, como somos maus e sem compaixão, temos dificuldade para perdoar dívidas irrisórias dos nossos semelhantes. E todos os que não perdoam ao seu próximo passarão a conhecer bem de perto a atuação dos verdugos atormentadores (demônios).

Com o fariseu e a pecadora (Lc 7.36-50), também aconteceu algo parecido. O fariseu, por ser um homem da lei, se achava justo e bom, e que sua dívida para com Deus era pequena. Mas condenava a mulher, dizendo que era pecadora (como se ele também não o fosse).

A Bíblia mostra que não existe um justo sequer, que todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus (Rm 3.10- 12,23). Somos todos imundos, e todos os nossos atos de justiça são como trapo de imundícia (Is 64.6). Contudo, agimos como o fariseu Simão – achamos que os outros são maus e pecadores, mas nós, se estivéssemos no lugar daquela pessoa, jamais faríamos o que ela fez. Por isso, não devemos perdoá-la.

Na realidade, a pessoa que nos ofendeu, pode não valer nada. Mas nós também não. O pecado nivelou todos por baixo, seja ele assassinato, prostituição, maledicência, soberba ou egocentrismo. Ficamos profundamente magoados quando ninguém nos visita, quando a pessoa não devolve o livro que emprestamos, quando não somos convidados para uma festa, e também por fatos mais graves. Muitas vezes, somos traídos, caluniados, desprezados, discriminados. Ai de nós se Deus tiver um plano para nossas vidas, mas se o pastor tiver o mesmo plano para o seu filho – vamos ser perseguidos! E, à medida que amadurecemos, vamos percebendo que a vida consiste em ofender e ser ofendido, magoar e ser magoado. É só uma questão de tempo: a pessoa mais equilibrada que você conhece, vai lhe decepcionar um dia.

Já vi muitas pessoas apressadas em declarar que já perdoaram, que não estão magoadas, mas que não esquecem a ofensa. Estão movidas por uma atitude religiosa, sabendo que, de acordo com o Pai Nosso, quem não perdoa não é perdoado. E contam várias vezes, a sua história a fim de que todos compreendam o seu sofrimento. Não querem resolver o problema com o arrependimento e perdão – estão mais interessadas na nossa compaixão e compreensão de sua dor.

Quando a Bíblia fala que Deus não se lembra mais de nossos pecados (Is 43.25), não está querendo dizer que os apagou de sua memória, pois Ele é Onisciente e sabe todas as coisas. O que acontece é que Deus não nos trata baseado na lembrança do que fizemos, nem nos retribui segundo as nossas iniquidades (Sl 103.10).

Não podemos ver os nossos erros e pecados com um telescópio e os erros do próximo com um microscópio. Após o perdão, que equivale a abrir mão do recebimento de uma dívida, devemos tratar a pessoa como se a sua conta estivesse zerada, mesmo nos lembrando do que ela fez.

Isaías (42.3), ao resumir em poucas palavras o caráter de Jesus, disse que Ele não esmagaria a cana quebrada e nem apagaria o pavio da lamparina que fumega (em vez de oferecer um fogo vibrante, soltava fumaça e mau cheiro). Assim como a cana (uma espécie de caniço), o valor de um pavio que se apagava não poderia ser medido. Quanto vale alguns centímetros de barbante? Comparando-nos com esse pavio, ele entendeu que Jesus não jogaria fora as pessoas que estivessem fracas, esgotadas, no seu limite, mas recuperaria cada uma delas. E sabe como Jesus faz esse milagre em nós? Limpando- nos de todas as ofensas, tanto as que praticamos, quanto às que fizeram contra nós.


´SÚ E ALÊ SANTANA

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

MC CULTO INFELIZ



MC CULTO INFELIZ
MC CULTO INFELIZ


A moda da comida rápida e pronta veio para ficar. As lanchonetes, os “por quilo”, os rodízios de massa e de carne se espalham por toda a parte atendendo uma clientela cada vez maior e cada vez com menos tempo para esperar por um prato “a la carte”. O ritual do comer, que envolvia um tempo de relaxamento, de descanso ao sentar e esperar pela comida, cedeu lugar à pressa, o sentar-se cedeu ao comer em pé, andando ou dirigindo. É o sinal dos tempos. Vida moderna caracterizada pela azia, gastrite e úlceras do comer atabalhoado.

Outro problema dos tempos modernos é a massificação dos temperos e sabores. Há multinacionais fazendo comida para ser esquentada por cozinheiros e chefs, com molho pronto e sabor igual para todos. O toque pessoal, a criatividade, o tempero, o paladar refinado, vai cedendo espaço para os paladares acostumados ao “pret-a-porter” da comida. Muda-se de restaurante, muda-se o nome do prato, mas o sabor é o mesmo em toda parte. Cada vez fica mais difícil a individualidade, o gosto pessoal. Alfaiates, costureiras, cozinheiros, doceiros, sapateiros, são profissões que estão a se extinguir pela inércia geriátrica. Morrem os velhos e não há gente nova para substituí-los.

Este tipo de comportamento massivo e massificante também tem chegado às igrejas. Tenho estado em contato com muitas igrejas em função de convites para pregar e dar palestras. Nos últimos tempos, por ter tido folga nos finais de semana, estive visitando várias igrejas de Campinas. Há em todas elas uma incrível similaridade na forma de conduzir a liturgia e em apresentar suas mensagens. Para quem se acostumou a liturgias bem feitas, estruturadas, com forte base teológica e unidade, ir a um culto pret-a-porter é algo nada edificante. Houve um empobrecimento das liturgias.

Aquilo que se construiu ao longo da história da igreja, os hinos, as litânias, as doxologias, as leituras responsais, cederam espaço a três momentos bem marcados: o louvor, os anúncios e a mensagem. O período de louvor é o tempo do barulho, da excitação, da empolgação. Há uma abundância de letras de adoração, mas faltam os cânticos dedicados ao arrependimento, à confissão, à consagração, à instrução. A moderna corinhologia tem se caracterizado pela abundância de cânticos que repetem jargões, lugares comuns e carecem de reflexão teológica.

Um estudo que serviu de tese de mestrado de um colega, mostrou que o hinário de uma das maiores igrejas evangélicas de Campinas não cobria a temática teológica existente no Credo Apostólico, mas havia profusão de cânticos de vitória e de adoração e muitos deles contrariavam a teologia pregada pela sua denominação.

As pregações são algo de se lamentar. Talvez tenha sido a coisa que mais empobreceu. Os sermões expositivos cederam lugar aos temáticos, onde é mais fácil o pregador dizer o que quer. E não são poucos os púlpitos onde se usa o texto por pretexto e não se tem sermão, mas arenga. O estudo cedeu lugar ao testemunho, a reflexão à empolgação, a instrução à confusão, a edificação à quantificação. A igreja é hoje avaliada pela sua platéia e não pela fidelidade a Deus e à Palavra.

Temos McCultos. Tudo pronto, embrulhado, ao gosto do freguês, digo, fiel. E fidelidade dos membros se mede pelas ofertas que faz. O McCulto é tanto mais abençoado quanto maior for o faturamento do dia.

Texto de Marcos Inhauser
Fonte: HERMES FERNANDES

A PALAVRA LAVA A ALMA



Um discípulo chegou para seu mestre e perguntou:
- Mestre, porque devemos ler e decorar a palavra de Deus se nós não conseguimos memorizar tudo e com o tempo acabamos esquecendo!! Somos obrigados a decorar de novo o que já esquecemos. O mestre não respondeu imediatamente ao seu discípulo. Ele ficou olhando para o horizonte por alguns minutos e depois ordenou ao discípulo.
-Pegue aquele cesto de junco, desça ate o riacho, encha o cesto de água e traga ate aqui. O discípulo olhou para o cesto sujo e achou muito estranha a ordem do mestre mas obedeceu , Pegou o cesto desceu os cem degraus da escadaria do mostério ate o riacho, encheu o cesto de água e começou a subir como o cesto era todo cheio de furos, a água foi escorrendo e quando chegou até o mestre já não restava nada. O Mestre perguntou-lhe:
- Então meu filho, o que você aprendeu?? O discipulo olhou para o cesto vazio e disse jacosamente.
- Aprendi que cesto de junco não segura água. O mestre ordenou-lhe que repetisse o processo. Quando o discípulo voltou com o cesto vazio novamente o mestre perguntou-lhe:
- Então meu filho, agora o que você aprendeu? O discípulo novamente respondeu com sarcasmo:
- Que cesto furado não segura água.
O mestre então continuou ordenando que o disipulo repetisse a tarefa.
Depois da décima vez, o discípulo estava desesperadamente exausto de tanto descer e subir as escadarias porém quando o mestre lhe perguntou de novo:
-Então meu filho o que você aprendeu? O discípulo Olhando para dentro do cesto percebeu adimirado.
- O cesto está limpo! apesar de não segurar a água a repetição constante de encher o cesto acabou por lava-lo e deixa-lo limpo. O mestre por concluiu:fim
- Não importa que você não consiga decorar todas as passagens da Bíblia que você lê, o que importa na verdade, é que, no processo, a sua mente e a sua vida ficam limpas diante de Deus.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

nfarto já não é mais doença exclusiva de idosos!


Infarto já não é mais doença exclusiva de idosos!
Houve um tempo em que o infarto era associado às doenças senis, muito embora a doença não escolha idade. Mas era de fato muito mais comum vitimar um avô ou um tio de mais idade do que o garotão esportista. Só que hoje em dia esse quadro mudou. Estão sendo cada vez mais comuns os casos de infartos atípicos, como são chamados os infartos que acometem adultos jovens abaixo dos 40 anos, e que não são provocados pelas formas tradicionais de um infarto, como as obstruções por placas de gordura ou trombos.
O infarto atípico decorre de uma constrição da artéria, ou seja, ocorre um estreitamento brusco da artéria provocando a obstrução. Em outras palavras, é um infarto que independe dos conhecidos fatores de risco como obesidade, cigarro, diabetes, hipertensão, colesterol alto, herança genética, etc. As causas podem ser originadas por estresse, depressão, uso de anabolizantes, drogas ilícitas e afins. Contudo, os adultos jovens, incluam aí também os adolescentes, estão cada vez mais predispostos aos riscos de um infarto tradicional. Excesso de peso, cigarro, sedentarismo e péssimos hábitos alimentares estão levando jovens a se tornarem hipertensos e diabéticos, que por tabela acabam desenvolvendo doenças cardíacas. É alarmante como é grande o número de homens e mulheres acima do peso quase sempre fumantes, inclusive muito mais jovens que eu, e que desenvolveram problemas sérios de pressão alta ou diabetes por conta da condição física. Acredito que falta informação na mídia. É preciso fazer um alerta sobre os hábitos destes jovens e as conseqüências reais da péssima postura que quase sempre já vem de berço. No interior, os mais antigos vangloriam o garoto parrudinho e o modo como “come bem”, que no real sentido da coisa significa comer muito. E nos grandes centros a coisa não difere. Fast foods, frituras e porcarias calóricas já se tornaram cardápios endêmicos entre boa parte da população. O resultado: jovens morrendo do coração no sentido triste e literal do termo.
É isso aí! Muita atenção com o peso e a saúde. Vamos cuidar do corpo, ok!
Infarto

É a necrose (morte) de uma parte do músculo cardíaco causada pela ausência da irrigação sanguínea que leva nutrientes e oxigênio ao coração. É o resultado de uma série complexa de eventos acumulados ao longo dos anos, mas pode ser caracterizado pela oclusão das artérias coronárias em razão de um processo inflamatório associado à aderência de placas de colesterol em suas paredes. O desprendimento de um fragmento dessas placas ou a formação de um coágulo de sangue, um trombo, dentro das artérias acarretam o bloqueio do fluxo de sangue causando sérios e irreparáveis danos ao coração (necrose do músculo cardíaco). O infarto em pessoas de meia idade ou mais jovem mata mais do que em idosos. Tal fato é comprovado e a explicação é simples: a arteriosclerose, acúmulo de placas de gordura (ateromas) na parede das artérias, é tanto mais prejudicial quanto mais jovem for o indivíduo, pois este ainda não desenvolveu a chamada circulação colateral, mecanismo de defesa que o organismo cria ao longo do tempo contra os ateromas. Trata-se de pequenos vasos sanguíneos que crescem ao redor dos grandes, formando canais de escoamento. Nos jovens, esses caminhos alternativos ainda não existem, portanto os infartos lhes são mais graves.


Fonte: www.saberebomdemais.com

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Entendendo as Imperfeições Alheias


Entendendo as Imperfeições Alheias

Quando eu ainda era um menino, ocasionalmente, minha mãe gostava de fazer um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses, depois de um dia de trabalho, muito duro.
Naquela noite longínqua, minha mãe pôs um prato de ovos, lingüiça e torradas bastante queimadas, defronte ao meu pai. Eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se alguém notava o fato. Tudo o que meu pai fez, foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia, na escola. Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro dele lambuzando a torrada com manteiga e geléia e engolindo cada bocado. Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada. E eu nunca esquecerei o que ele disse: "- Baby, eu adoro torrada queimada..."
Mais tarde, naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, eu lhe perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada... Ele me envolveu em seus braços e me disse: - Companheiro, sua mãe teve hoje, um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada... Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são perfeitas. E eu também não sou um melhor empregado, ou cozinheiro!" O que tenho aprendido através dos anos é que saber aceitar as falhas alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma das chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros. Essa é minha oração para você, hoje. Que possa aprender a levar o bem, o mal, as partes feias de sua vida colocando-as aos pés do Espírito. Porque afinal, ele é o único que poderá lhe dar uma relação na qual uma torrada queimada não seja um evento destruidor. De fato, poderíamos estender esta lição para qualquer tipo de relacionamento: entre marido e mulher, pais e filhos e com amigos. Não ponha a chave de sua felicidade no bolso de outra pessoa, mas no seu próprio. Veja pelos olhos de Deus e sinta pelo coração dele; você apreciará o calor de cada alma, incluindo a sua. As pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez, ou do que lhes disse. Mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as fez se sentir.

COMO VER DEUS


COMO VER DEUS

Certa ocasião em alto mar, no meio da tripulação de um navio existia um marujo que pelo fato de ser crente, novo convertido, era motivo de insultos e zombarias por parte dos seus colegas.
Num belo dia, o capitão do navio, reunindo os marinheiros no convés, pegou uma luneta e, de um lado para outro, começou a olhar no horizonte. Olhava, olhava até que os marinheiros, curiosos, quiseram saber do que se tratava. Aí o capitão, tirando os olhos da luneta, dirigiu-se ao marujo crente e lhe disse:
_Olhei por todos os lados. Olhei e cansei de olhar, mas não consegui ver a Deus.
Então o marujo, levantando-se, tomou a Bíblia, e abrindo-a no livro de Mateus, capítulo 5, versículo 8, leu esta jóia rara do Amado Mestre:

“Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus".

Jamais aquele capitão poderia ver a Deus. Os males do seu pecado o deixaram em trevas, a ponto de não poder enxergar a Deus e adorá-lo em espírito e em verdade.
Tais pecados não só impedem que Deus nos ouça as orações e estenda-nos as mãos para nos abençoar, como também impedem nossa própria visão das coisas espirituais.
Não é de admirar que exista muita gente que, apalpando espiritualmente, vive totalmente cega.

Deus abençoe!

Marcelo Targon - marceloibl.blogspot.com

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011



Cadastro Positivo
Algumas semanas atrás foi publicada uma matéria comemorando a chegada, com atraso, do cadastro positivo. No texto “Cadastro Positivo: Juros menores para bons pagadores” fizeram questão de apontar as razões que fazem dessa lista motivo de comemoração: possíveis juros menores, notas de crédito que variam de acordo com o histórico dos consumidores e a motivação para os endividados de sair de seus problemas para ter acesso maior ao consumo. O projeto de lei (PL) 263 (de 2004), citado no artigo anterior e aprovado no Senado em dezembro de 2010 foi, no entanto, vetado pelo então Presidente Lula no dia 31. A falta de regulamentação foi o principal entrave. Órgãos de defesa do consumidor foram os primeiros a bombardear o projeto de lei, já que sem regras claras ele feria o princípio de isonomia. Questões como privacidade e quais empresas participariam do processo não haviam sido detalhadas no PL até então aprovado. O governo então editou uma medida provisória (MP) para colocar em prática o cadastro positivo. A MP 518, publicada no dia 31/12 no Diário Oficial da União, já está em vigor, mas ainda precisa passar por debate no Congresso Nacional. Segundo o governo noticiou, a decisão pela MP 518 passa pelo respaldo jurídico dos ditames e acordo com as instituições financeiras.
O que vai valer para o cadastro positivo, via MP 518:
• A abertura do cadastro só poderá ser feita mediante “consentimento informado” do consumidor. Esta autorização será dada quando ele for contratar um financiamento, por exemplo, e valerá para várias operações e tipos de dados;
• Históricos de pagamento de contas de água, luz, gás e telefone fixo poderão ser utilizados pela central de dados. Contas de telefonia móvel ficam de fora;
• O consumidor tem o direito de consultar sua nota de crédito a qualquer momento, bem como de conhecer como ela é calculada e pedir sua exclusão da base de dados.
Como funciona o cadastro positivo na prática?
Alguns leitores questionaram como a nota de crédito funcionará na prática. Trata-se de uma avaliação de risco. Se você paga em dia suas contas, não há histórico de parcelas e despesas em atraso, as chances de você honrar um compromisso financeiro são maiores que as encontradas entre inadimplentes. A escala variará entre estes extremos e as empresas concederão melhores condições de financiamento para quem paga em dia. Em nosso país tudo que é para beneficiar o povo demora, é votado em velocidade de tartaruga, mas salário de Parlamentar é votado na velocidade da luz!

sábado, 1 de janeiro de 2011



Algumas características de quem tem Visão do Reino.

• Ama a Deus sobre todas as coisas.
• Tem Fé em Deus, ora sempre, depende de Deus.
• Ama o próximo, ama aquele que não lhe ama, assim como os que lhe amam.
• Tem o prazer de ajudar quem quer que seja mesmo tendo a certeza que tal, nunca iria lhe ajudar.
• Não precisa ninguém está lhe olhando para ser benevolente.
• Chora com os que choram e alegrar com os que se alegram, sem a pretensão de algo em troca.
• Repudia qualquer tipo de mentira, fofoca, inimizade e contenda.
• Honestidade sempre, boa fama, alegre e esperançoso.
• Sempre simples, servidor, amável e confiável.
• Resolvedor de problemas e não causador.
• Valoriza a amizade e destrói a inimizade.
• Renuncia o "EU" e deixa Cristo Reinar.
• Prega o evangelho e se preciso for, fala.

Toda essa coisa citada acima faz com prazer.



GLÓRIAS AO REI JESUS!!!



JOHN LENNON
Ao dar uma entrevista a uma revista americana, disse: "O cristianismo vai se acabar, vai se encolher, desaparecer. Eu não preciso discutir sobre isso. Eu estou certo. Jesus era legal, mas suas disciplinas são muito simples. Hoje, nós somos mais populares que Jesus Cristo.(1966)" Lennon foi baleado por um dos seus fãs.


TANCREDO NEVES
Na ocasião da campanha presidencial, disse que se tivesse 500 votos do seu partido (PDS), nem Deus o tiraria da presidência da república.Os votos ele conseguiu, mas o trono lhe foi tirado um dia antes de tomar posse.



BRIZOLA
No ano de 1990, na campanha presidencial, disse que aceitava até o apoio do demônio para se tornar presidente.A campanha, quando acabou, apontou Collor como presidente e não mostrou Brizola nem em segundo lugar.



O CONSTRUTOR DO NAVIO TITANIC
construtor do maior navio de passageiros de sua época, no dia de lançá-lo ao mar, respondeu o seguinte, para uma repórter que lhe perguntou a respeito da segurança do navio: "Minha filha, nem Deus afunda este navio".O Titanic afundou após bater num iceberg, matando centenas de passageiros. Foi o maior naufrágio de um navio de passageiros no mundo.


MARILYN MONROE
Foi visitada por Billy Graham durante a apresentação de um show. Ele, um pregador do Evangelho, na época havia sido mandado pelo Espírito Santo àquele lugar, para pregar a Marilyn. Porém ela, depois de ouvir a mensagem do Evangelho, disse: "Não preciso do seu Jesus."Uma semana depois foi encontrada morta em seu apartamento.

BON SCOTE
Ex-vocalista do conjunto AC/DC. Cantava no ano de 1979 uma música com a seguinte frase: "Don´t stop me, I´m going down all the way, wow the highway to hell" (Não me impeça... Vou seguir o caminho até o fim, na auto-estrada para o inferno). No dia 19 de fevereiro de 1980, Bon Scote foi encontrado morto, asfixiado pelo próprio vômito.

Outros
Em Campinas uma certa jovem estava saindo com seus amigos. Sua mãe, preocupada com o álcool que alguns apresentavam e a excessiva empolgação dos jovens, disse-lhe: "Vai com Deus, minha filha". A moça, com ironia, respondeu: "Só se Ele for no porta-malas, mãe, pois no carro não cabe mais nada". E saíram rindo. Envolveram-se num grave acidente. Todos morreram, porém, nada do que estava no porta-malas sofreu qualquer dano. Nem mesmo um só ovo se quebrou na caixa de ovos que eles estavam levando.



Fico a refletir a imensidão de benignidade que Deus nos oferece a cada dia, assim como sempre há reservado bênçãos a cada um de nós, no entanto somos capazes de abrir mão de tudo isso e nos destruirmos com nossa auto-suficiência, auto-suficiência essa, que nos persegui sempre e objetiva nos afundar lentamente, ao passo que Deus, desejoso de nos tomarmos para si, fica impedindo de manifestar sua vontade perfeita, perfeita como ele. Sendo assim, a vontade permissiva de Deus se manifesta, pra glória e louvor do nome dele, pra não deixar dúvida a quem quer que seja, que ele é sim o REI DA GLÓRIA!
Rei da Glória, que está disposto a tornar nossa vida perfeita mediante seu profundo amor e fazer de nossa história algo lindo de se contemplar, não para nosso louvor, mas sim, para honra do seu nome, porque ele é, foi, e sempre será o REI DA GLÓRIA!
Glória Deus!

O Amor é Lindo

O Amor é Lindo
FELIZ...EU QUERO É MAIS!